Pedro Waengertner: Inovação é uma questão de sobrevivência nos dias de hoje

Pedro Waengertner: Inovação é uma questão de sobrevivência nos dias de hoje

O Papo com a Nexo de hoje entrevista o empreendedor serial, investidor-anjo e incentivador do ecossistema empreendedor do país, Pedro Waengertner. Ele é co-fundador da Aceleratech, considerada a melhor aceleradora de startups pelo LatAM founders e Spark Awards, além de presidente da ABRAII (Associação Brasileira de Aceleradoras de Inovação e Investimento). Com formação em publicidade e especialização em marketing, é autor de diversas publicações sobre empreendedorismo, startups e marketing e também coordenador do Núcleo de Estudos e Negócios em Marketing Digital na ESPM. Segundo Pedro, a inovação deixou de ser uma opção e passou a ser um processo fundamental para a maioria dos setores, uma questão de sobrevivência. Confira a entrevista:

Nexo: Qual é a importância de uma empresa ser inovadora nos dias de hoje?
Pedro: Inovação deixou de ser uma opção e passou a ser um processo fundamental para a maioria dos setores. O Brasil ainda não foi impactado como as economias mais maduras pelas empresas altamente inovadoras, mas as mudanças estão acontecendo rapidamente e as empresas estão começando a entender que é uma questão de sobrevivência.

Nexo: O que você acha de aplicar treinamento em funcionários de uma empresa através de cursos online?
Pedro: Os cursos online já fazem parte do cotidiano da maioria das grandes empresas brasileiras. Com a metodologia correta e uma boa comunicação com os funcionários, acredito que o treinamento online pode ser um grande ativo na formação de pessoas.

Nexo: Na sua opinião, qual é o ganho em produtividade para a empresa que aplica cursos online de capacitação? E há redução de custos?
Pedro: Sem dúvida existe uma redução de custos. Mas mais do que isso, é possível aumentar a produtividade no aproveitamento dos conteúdos e atingir um número maior de pessoas.

Nexo: Você já experimentou um simulador de realidade virtual imersiva? Se ainda não experimentou, você conhece? O que você acha de sua utilização para capacitar funcionários de uma empresa?
Pedro: Eu já tive a oportunidade de experimentar este tipo de simulação. O efeito cognitivo é realmente impressionante. Acredito que possa ser um ótimo aliado à capacitação de funcionários. É claro que não é para qualquer tipo de treinamento, mas aqueles que exigem esta experiência mais imersiva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *